NOVAS PLATAFORMAS EM DISCUSSÃO NA MOSTRA TIRADENTES | SP 2019

Iniciada na tarde de ontem (1/04), a oficina “Introdução a Práticas Audiovisuais Multiplataforma” propõe discutir as novas formas de produção audiovisual , considerando as inúmeras plataformas de mídia existentes

A segunda-feira (01/04) de programação da Mostra Tiradentes | SP 2019 foi marcada pelo início da oficina “Introdução a Práticas e Projetos Audiovisuais Multiplataforma”, do instrutor Gustavo Padovani. A ação formativa está sendo realizada em três dias e propõe entender a nova dinâmica de criação audiovisual, que na vida contemporânea, rompeu as fronteiras do cinema e televisão para as inúmeras plataformas de mídia existentes: vídeo sob demanda (VOD), sites, aplicativos e redes sociais.


“Nós temos tantas janelas, tantas possibilidades para a produção de conteúdos. O desafio é justamente pensar um projeto que integre todas elas. A oficina promove uma discussão para entender como é feito isso para além da visão de usuário - para deixar a ideia de quem consome e pensar como produtor. Com todos os equipamentos que temos hoje - câmeras, celulares, tablets - produzir já não é mais um problema, mas como articular todas essas plataformas?”, indaga o instrutor Gustavo Padovani.


A publicitária Estefania Del Valle trabalha com mídia digital há seis anos e viu na oficina uma oportunidade para emergir em uma nova área: “Estou querendo migrar para a área de audiovisual, mas continuar com a produção de mídia também, saindo da produção de conteúdo mais comercial para um viés cultural. Então, estar no curso é muito bom, porque relembra conceitos ao mesmo tempo que apresenta coisas ainda novas para mim”.


Promover ações de formação é um dos pilares da programação das edições da Mostra de Cinema de Tiradentes, que renova anualmente seu compromisso com o desenvolvimento da indústria audiovisual em Minas Gerais e no Brasil. Na Mostra Tiradentes | SP 2019, além da oficina, encontros, bate-papos e debate completam a experiência cinematográfica do público no CineSesc, promovendo a formação e capacitação de alunos e discussões instigantes sobre o produto e o fazer audiovisual.


CURTAS, DEBATE E LONGA EM PRÉ-ESTREIA NACIONAL NA PROGRAMAÇÃO DE TERÇA, 02/04


Os curtas estão em destaque na Mostra Tiradentes | SP, nesta terça-feira, dia 02 de abril. O público terá a oportunidade de conferir a sessão de curtas da Mostra Corpos Adiante e a Série 3 da Mostra Foco. Além disso, o aguardado debate Cinema da Vela, a pré-estreia nacional do filme A Rainha Nzinga Chegou e o debate com as diretoras do longa, completam a intensa programação do penúltimo dia do evento.


A primeira sessão acontece às 17 horas, com a exibição da seleção de documentários em curta-metragem da Mostra Corpos Adiante, composta exclusivamente por produções paulistas. Serão exibidos os filmes Janaína, dirigido por Ana Carolina Marinho e João Batista Júnior; Quando Elas Cantam, que tem direção de Maria Fanchin; Preciso Dizer Que Te Amo, dirigido por Ariel Nobre e Quebramar, da diretora Cris Lyra.  A classificação indicativa é 14 anos.


Às 19 horas, será realizado o debate Cinema da Vela – conversa sobre produção audiovisual que dura a queima de uma vela. Com o tema Corpos Adiante: Coletivos e Corpos em Risco, a Mostra Tiradentes | SP dá continuidade à reflexão sobre os corpos no cinema contemporâneo brasileiro, a partir de suas presenças físicas, seus modos de afirmação e suas possibilidades de criação para o futuro. Em meio aos conflitos e impasses do momento atual, de que maneira se estabelece a solidariedade entre quem realiza os filmes e os grupos ameaçados pelas normas vigentes? Como a realização de curtas-metragens pode se aproximar dos coletivos que enfrentam as lógicas de dominação? A mesa propõe um bate-papo com realizadores dos curtas-metragens da Mostra Corpos Adiante, que conversarão sobre os corpos em risco retratados nos filmes e suas formas de escapar das opressões.


Participam do debate Ariel Nobre, diretor de Preciso Dizer que te Amo; Cris Lyra, diretora de Quebramar e Maria Fanchin, diretora de Quando Elas Cantam. A mediação será de Camila Vieira, curadora da Mostra de Cinema de Tiradentes.


Já às 20 horas, o público poderá conferir os curtas da Mostra Foco - Série 3. Serão exibidos os filmes A Ética das Hienas, dirigido pelo paraibano Rodolpho de Barros; Antes de Ontem, documentário do cineasta paulista Caio Franco; Tempestade, dirigido pelo pernambucano Fellipe Fernandes e Negrum3, documentário do diretor paulista Diego Paulino, eleito Melhor Curta da 22ª Mostra de Tiradentes pelo Júri Popular e vencedor do Prêmio Canal Brasil de Curtas. A classificação indicativa é 10 anos.


E às 21 horas, acontece a pré-estreia nacional do filme “A Rainha Nzinga Chegou”, das diretoras mineiras Junia Torres e Isabel Casimira Gasparino. O documentário integrou a seleção da Mostra Aurora da 22ª Mostra Tiradentes. A sessão será seguida de bate-papo com as diretoras, com mediação da curadora Lila Foster, encerrando a programação do sexto dia da Mostra.


A Mostra Tiradentes | SP 2019 segue com programação diária no CineSesc até o dia 03 de abril, quarta-feira. Em sete dias de programação intensa e variada, serão exibidos 35 filmes (13 longas, um média e 21 curtas), em 19 sessões de cinema. Serão promovidos também 10 bate-papos com realizadores, uma oficina e um debate conceitual.As sessões tem ingressos a preços populares: R$ 3,50 para associados Sesc (com apresentação da carteirinha plena), R$ 6 (meia-entrada) e R$ 12 (inteira).


PROGRAMAÇÃO DIA 02/04


17 h – CURTAS – MOSTRA CORPOS ADIANTE


JANAÍNA, Ana Carolina Marinho e João Batista Júnior

DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 15’, SP, 2018

QUANDO ELAS CANTAM, Maria Fanchin

DOCUMENTÁRIO, DCP, COR, 28’, SP, 2018

PRECISO DIZER QUE TE AMO, Ariel Nobre

DOCUMENTÁRIO, DCP, COR, 13’, SP, 2018

QUEBRAMAR, Cris Lyra

DOCUMENTÁRIO, DCP, COLORIDO, 26’, SP, 2019


CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 ANOS


19 horas – DEBATE – CINEMA DA VELA


Tema: CORPOS ADIANTE: COLETIVOS E CORPOS EM RISCO

Convidados:

• Ariel Nobre, diretor de Preciso Dizer que te Amo

• Cris Lyra, diretora de Quebramar

• Maria Fanchin, diretora de Quando Elas Cantam

Mediação: Camila Vieira, curadora da Mostra de Cinema de Tiradentes


20h  – CURTAS - MOSTRA FOCO - SÉRIE 3


A ÉTICA DAS HIENAS, Rodolpho de Barros

FICÇÃO, DCP, COR, 20’, PB, 2018

ANTES DE ONTEM, Caio Franco

DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 06’, SP, 2018

TEMPESTADE, Fellipe Fernandes

FICÇÃO, DCP, COR, 20’, PE, 2018

NEGRUM3*, Diego Paulino

DOCUMENTÁRIO, DCP, COR, 22’, SP, 2018

*Melhor Curta da 22ª Mostra de Tiradentes eleito pelo Júri Popular e vencedor do

Prêmio Canal Brasil de Curtas

 


21h15  – MOSTRA AURORA - PRÉ-ESTREIA NACIONAL -  LONGA


A RAINHA NZINGA CHEGOU

DOCUMENTÁRIO, COR, DIGITAL, 73’, MG, 2018

Direção: Junia Torres e Isabel Casimira Gasparino

Elenco: Isabel Cassimira, Isabel Casimira Gasparino, Antônio Cassimiro, Ricardo

Cassimiro, Margarida Cassimira, Reginaldo Cassimiro

* Após a sessão, bate-papo com as diretoras e mediação da curadora Camila Vieira.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 12 ANOS


SOBRE A MOSTRA TIRADENTES |SP

Realizada pela Universo Produção e pelo do Sesc SP, a Mostra Tiradentes |SP tem o propósito de ampliar as possibilidades de formação, reflexão, exibição e difusão do cinema brasileiro contemporâneo. De 28 de março a 03 de abril, o público poderá conferir lançamentos e novidades do cinema nacional em longas e curtas, compartilhar conteúdos e reflexões com a presença de profissionais de vários estados do país, participar de debates, ações de formação e discutir os processos audiovisuais de criação.