UMA DÉCADA DE SÃO PAULO

2022 é ano comemoração dupla: 25 anos da Mostra de Cinema de Tiradentes e 10 anos da Mostra Tiradentes | SP que, em parceria com o SESC, traz para São Paulo um recorte representativo do cinema brasileiro contemporâneo. Exibição de filmes em pré-estreias, debate e rodas de conversa integram a programação desta edição que acontece no CINESESC. Vamos celebrar o cinema e conhecer o que há de mais novo na produção brasileira. Esperamos você.

 

TEMÁTICA

O cinema brasileiro atravessa um período complexo e delicado em várias frentes. Do desenvolvimento de projetos à produção, das filmagens à finalização, da distribuição à exibição, toda a cadeia de realização tem sido reestruturada, reconfigurada, revolucionada. Estamos num período histórico de aceleração dos processos, que passa pela economia e pela criatividade no audiovisual, desde as formas de financiamento até a efervescência das plataformas de streaming e a crise das salas físicas. Buscando mergulhar nesse caldeirão de mudanças, a Mostra Tiradentes adota a temática “Cinema em Transição”, buscando nesta última palavra o sentido de suas discussões.

DEBATE

DEBATE

DEBATE + LANÇAMENTO DE LIVRO

16/05 | SEGUNDA | 19H30

DEBATE – CINEMA DA VELA   Tema: Cinema em Transição   O audiovisual brasileiro está em…

EXPOSIÇÃO UMA DÉCADA DE CINEMA BRASILEIRO EM SÃO PAULO

CINEMA EM TRANSIÇÃO

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

VERTENTES DA CRIAÇÃO

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

A IMAGINAÇÃO COMO POTÊNCIA

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

CORPOS ADIANTE

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

CHAMADO REALISTA

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

CINEMA EM REAÇÃO, CINEMA EM REINVENÇÃO

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

ESPAÇOS EM CONFLITO

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

QUAL O LUGAR DO CINEMA HOJE?

Em Vitória, na virada de 1983, um grupo de jovens LGBTQIA+ celebra o réveillon sem ideia do que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo de muito terrível começa a transtornar seu corpo. O desespero diante da falta de informação e do futuro incerto aproxima Suzano da artista transexual Rose e do videomaker Humberto, igualmente doentes. Juntos eles tentarão sobreviver à primeira onda da epidemia de Aids.  

O Cinema Brasileiro em resposta ao país | 2015 - 2021

Em 2022, a Mostra de Cinema de Tiradentes comemora 25 anos de existência - uma trajetória rica em propósitos, descobertas, promoção, exibição e difusão do cinema brasileiro. Para celebrar este momento histórico, a Universo Produção lança uma publicação reunindo artigos, ensaios, crônicas, entrevistas, depoimentos e resultados do alcance desta ação cultural com a participação de importantes teóricos, pesquisadores, críticos e profissionais do audiovisual. Um amplo e diverso conjunto de artigos sobre questões estruturais, processos de criação e ênfases estilísticas da atividade cinematográfica entre 2015 e 2021.

Cine-loja